Eu, um idoso…

Eu, um idoso, convido jlbelas – dezembro 2021 Há alguns anos não pensaria em escrever um texto com este conteúdo.  Até porque somente há pouquíssimo tempo dei-me conta de que estava ficando velho, ou melhor dizendo, idoso. Você sabe o que alguém sente ao olhar naquele espelho, seu conhecido de muitos anos, e se perguntar:Continue lendo

HAVIA UM RIO

  Jlbelas – 2018   Fui apresentado a esse rio quando tinha uns quatro anos de idade, época em que fui morar na Vila onde residia meu amigo Wladmir, aquele que, usando de toda esperteza que possuía, e de forma ilícita, ganhou todas as minhas lindas bolas de gude. A sensação de me sentir lesadoContinue lendo

LUDOTERAPIA , VIVÊNCIAS EM

Vivências e curiosidades em relação aos recursos utilizados em alguns atendimentos JLBelas – julho de 2021   INÍCIO DE CONVERSA Desde quando iniciei minha vida profissional como psicólogo, o atendimento de crianças sempre foi muito gratificante para mim e me ensinou muito sobre essa prática. Atendi crianças pequenas até alguns anos atrás, mas deixei deContinue lendo

PSICOTERAPIA NAS SÍNDROMES RARAS

Uma abordagem centrada na pessoa JLBELAS MAIO 2021 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Quando uma pessoa nos procura buscando um atendimento psicoterápico geralmente deseja solucionar, ou pelo menos compreender, alguns problemas que a afligem.  Espera poder discutir suas dificuldades com um profissional e encontrar saídas que a levem viver a vida de maneira mais tranquila, com menos angústias,Continue lendo

FERRAMENTAS

FERRAMENTAS J.L.Belas-abril de 2021 Dedicatória: Aos meus colegas que estão iniciando na profissão de psicoterapeutas. Esta história que lhes contarei agora aconteceu quando eu tinha uns 15 anos de idade. Lembrei-me dela quando, conversando com um amigo, comentava sobre um colega que estudou comigo, no Liceu Nilo Peçanha, em Niterói. Ele se chamava Reiner Paap.Continue lendo

PANAPANÃ

         JLBELAS – 2018 O ano? Por volta de 1948.           Éramos um grupo de crianças muito coeso e criativo, quando o tema era brincar.           As nossas brincadeiras não eram como as que mais comumente se vê hoje nas cidades.  Eram frutos do exercício da imaginação, habilidade que tínhamos que desenvolver,Continue lendo

O AJUDANTE

Jlbelas jan-2021 Aos meus queridos colegas que estão iniciando suas vidas profissionais na maravilhosa arte de Ajudar.   Em algum lugar do planeta, em um certo dia, nasceu uma criança. Ela, como a maioria das outras que habitavam ali, cresceu, foi aprendendo sobre a sua realidade e, aos poucos,  formou uma ideia bem definida deContinue lendo